A Bimby



O meu gosto pela cozinha vem desde miúda. Comecei pelos doces, como o salame de chocolate, que a maior parte das vezes não chegava a "ver" o congelador, conforme ia fazendo, ia comendo.
Depois, vieram os crepes com açúcar e canela, as pizzas, os ovos mexidos, etc...

Depois de casada, então é que aprendi a cozinhar a sério, a fazer aqueles pratos mais complicados, mas também que me davam mais prazer em confeccioná-los, como por exemplo, feijoadas, guisados, caril, ... posso dizer que me tornei uma cozinheira de mão cheia.

Quando ouvi falar da Bimby, não acreditei que seria assim tão espectacular.
Através de umas pessoas amigas, assisti à primeira demostração da Bimby. A princípio, confesso, estava desconfiada. A vendedora dizia que além de ser uma grande ajuda na cozinha, poupava-se imenso e ia fazendo as contas.
A noite foi avançando e os cozinhados feitos pela Bimby também. A vendedora fez um sumo, depois um sorvete, bacalhau com natas (de que não sou apreciadora), massa de pão, leite creme e por fim uma sopa de legumes. Perante a rapidez em confeccionar uma refeição e a poupança em termos monetários, fiquei mais ou menos rendida à Bimby.
Talvez, ainda nem tivessem passado dois meses, assisti a uma segunda demonstração da Bimby, nem vale a pena dizer mais nada...EU QUERIA UMA BIMBY!

O meu marido além de achar que eu cozinhava muito bem, achava um dinheiro mal empregue num electrodoméstico como a Bimby. Usei todos os argumentos possíveis e imaginários para o convencer e nada. Deixei quase de cozinhar, de fazer sobremesas. Qualquer conversa ia dar EU QUERO UMA BIMBY!

O ano lectivo chegou ao fim e a nossa situação financeira ficou um pouco mais desafogada e foi aí, que o meu marido concordou em comprar a Bimby. Logo nesse dia, contactei a minha vendedora para que se assinasse o  contracto. Passado dois dias, eu tinha a minha Bimby cá em casa :))))

Desde esse dia, que a Bimby não pára! Já tive de comprar duas borrachas para a tampa do copo e este ano na altura do Natal tive de comprar um copo :(

Eu faço tudo na Bimby desde o pão alentejano, à manteiga, passando pelo cozido à portuguesa, à feijoada de chocos, creme catalana, torta de claras com doce de ovos, sumos, granizados, doces de abóbora e tomate, ...

Com  a ajuda da Bimby, as ementas cá em casa ficaram mais variadas.


Sem comentários: